Praça Rui Barbosa,34 - 87175-000 - Centro - Itambé - Paraná

ÚLTIMAS NOTÍCIAS / Agricultura

Grupo israelense apresenta projeto de produção de peixes

Segunda-feira, 26 de agosto de 2013


A região Norte Pioneiro poderá receber um projeto de piscicultura, com tecnologia israelense, que promete uma revolução nos padrões de criação de peixes, em especial a tilápia. A iniciativa é do Ministério da Pesca e Aquicultura. O representante da empresa israelense Mitrelli Israel, Eliezer Levin, apresentou nesta segunda-feira (26) na Secretaria da Agricultura e do Abastecimento o projeto, que pode ser executado nas cinco represas localizadas ao longo do Rio Paranapanema, que vai desde o município de Ribeirão Claro até Alvorada do Sul, na divisa entre os estados do Paraná e São Paulo.

A empresa israelense trabalha com sistema de produção integrado à indústria, repassando tecnologia desde o cultivo e engorda do peixe, até o processo de filetagem e a comercialização dos produtos. Ao governo do Paraná o projeto prevê a parceria para a organização, capacitação e treinamento dos produtores.

Para o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, o Paraná tem interesse em se associar a projetos que preveem a aplicação de recursos em bases consistentes e que beneficiam os pequenos agricultores. “Temos interesse em discutir o projeto e ver como podemos compatibilizar esse momento favorável a investimentos com o clamor de produtores e prefeitos do Norte Pioneiro que querem encontrar alternativas que forneçam outra renda para os agricultores”, afirmou.

Segundo Ortigara, o Paraná já possui boas experiências no setor, principalmente na Costa Oeste, na região do Rio Paranapanema, e ainda com unidades industriais na região de Pinhalão. “O pescado é uma importante fonte de renda para os agricultores familiares. Queremos desenvolver novas ações para incrementar ainda mais a nossa produção e fazer do peixe uma proteína barata para o consumo, assim como foi feito com a cadeia produtiva do frango”, comparou o secretário.

Ortigara disse ainda que as represas do Rio Paranapanema oferecem um grande potencial para instalação de gaiolas para produção de peixe e a região do entorno também conta com tanques escavados e que podem ser utilizados no projeto.

Segundo o deputado Abelardo Lupion, que acompanhou os empresários israelenses na audiência na Secretaria, o Ministério da Pesca tem um orçamento em torno de R$ 2 bilhões e está disposto a aplicar parte desses recursos em projeto de piscicultura no Paraná. A vinda do grupo israelense ao Estado foi orientação do ministro Marcelo Crivella que já esteve no Norte Pioneiro conhecendo o potencial da região para o desenvolvimento da piscicultura.

TECNOLOGIA - Uma das características da tecnologia empregada pelo grupo israelense é melhorar os índices de conversão alimentar para aumentar a produtividade, sem recorrer ao uso de hormônios, que é proibido em Israel, disse Eliezer Levin. Eles desenvolvem métodos especiais de alimentação para sistemas de produção de peixes em larga escala em represas e lagoas.

O projeto deverá incluir também outras parcerias com entidades como o Sebrae para levar os agricultores a participar de seminários e cursos de capacitação.

Fonte: Agência de Notícias do Estado

 Outras Notícias

Horário de Atendimento: Segunda à Sexta-Feira, das 8:00 às 11:00 - 13:00 às 17:00

DOWNLOADS